quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Grupo rouba casa de idosas e obriga vítimas a servir café e jantar na Paraíba

Criminosos obrigaram vítimas a preparar lanche e jantar, durante roubo (Foto: Reprodução/TV Paraíba)
Uma família de agricultores teve a propriedade invadida por criminosos, no município de Pocinhos, no Agreste paraibano. Quatro homens armados anunciaram um assalto e mantiveram as vítimas reféns por cinco horas. Eles obrigaram duas idosas a servir um lanche e até um jantar. Um dos suspeitos ainda tentou estuprar uma das vítimas. O grupo fugiu levando uma caminhoneta, animais, ferramentas e eletrônicos da casa.
O caso ocorreu no fim da tarde da terça-feira (21), mas só foi registrado na Polícia Civil nesta quarta-feira (22). De acordo com o relato das vítimas, os quatro homens chegaram ao local em duas motos, que ficaram escondidas em um matagal.
No momento, havia apenas duas idosas de 67 e 86 anos na casa. Elas foram rendidas e mantidas como reféns dentro no local. Os suspeitos estavam em busca do dono da casa, um agricultor de 39 anos, mas ele estava na cidade de Campina Grande, fazendo compras.
Idosa foi agredida com coronhadas na cabeça (Foto: Reprodução/TV Paraíba)Segundo a Polícia Civil, enquanto o dono da casa não chegava, os suspeitos obrigaram as duas idosas a prepararem um café para um lanche da tarde e depois ainda jantaram o que havia sobrado do almoço. Um dos suspeitos ainda chegou a elogiar a comida.
Idosa foi agredida com coronhadas na cabeça
(Foto: Reprodução/TV Paraíba)
A vítima mais velha foi ameaçada de morte e ferida com coronhadas na cabeça. Um dos criminosos chegou a tirar a roupa e tentou estuprar uma das idosas, mas desistiu depois de um apelo da vítima.
“Eu disse: ‘você num sabe que eu tenho idade pra ser sua avó? Então pense na sua mãe e sua avó e olhe pra mim. Não faça maldade comigo não’”, disse a idosa, ainda chocada.
Já era noite quando o dono da casa chegou. Ele também foi rendido pelos suspeitos, que exigiam dinheiro. Como não conseguiram uma grande quantia, os homens roubaram uma caminhoneta do agricultor e ainda levaram cerca de 40 galinhas, aparelhos de DVD, três celulares, bombas d’água, arame farpado e roupas. As vítimas foram ouvidas na tarde desta quarta-feira na delegacia de Polícia Civil, em Pocinhos.
O delegado Durval Barros, que investiga o caso, suspeita que algum dos criminosos envolvidos na ação é conhecido da família. “Nós instauramos o inquérito e vamos fazer as investigações para tentar chegar aos autores desse crime”, disse ele.
Criminosos obrigaram vítimas a preparar lanche e jantar, durante roubo (Foto: Reprodução/TV Paraíba)
Criminosos obrigaram vítimas a servir lanche e jantar, durante roubo 
(Foto: Reprodução/TV Paraíba)
G1 PB

Andador pode limitar a exploração motora e a visão das crianças

andadorDepois de três meses de idade, um bebê mediano começa a rolar deliberadamente (e não acidentalmente como anteriormente fazia). Primeiramente, o movimento de rolar será de frente para trás, depois de trás para a frente. Com seis meses de idade, o bebê irá conseguir sentar-se sem apoio. Entre os seis meses e os dez meses, a maioria dos bebês começam a se deslocar por conta própria: arrastando-se e engatinhando.
Bebês que engatinham tornam-se mais sensíveis ao lugar onde os objetos estão, começam a perceber mais o que mundo que o cerca. Se os objetos que o rodeiam podem se deslocar e como eles se parecem. É uma fase de muitas descobertas.
O ato de engatinhar auxilia para que o bebê comece a desenvolver noções de distância e profundidade. A partir do momento que ele começa a ter autonomia para se movimentar mais, o bebê começa a ouvir advertências do tipo “Volte aqui”. Quando os adultos pegam o bebê e os vira em outra direção mais segura, o bebê irá começar a se lembrar dessas instruções quando ele seguir para uma direção de um objeto proibido. Com isso, o condiciona a olhar para os cuidadores para saber se uma situação é segura ou perigosa, surgindo, assim, uma habilidade já conhecida como referencial social.
Ao segurar nas mãos de alguém ou se apoiar em algum móvel, o bebê consegue ficar de pé pouco depois dos sete meses de idade. Em pouco tempo, o bebê irá largar o apoio e ficará de pé sozinho. Um bebê mediano conseguir ficar em pé normalmente uma ou duas semanas antes do primeiro aniversário (ou seja antes de 1 ano de idade). Logos após o primeiro aniversário, uma criança mediana consegue andar razoavelmente bem.
Muitos pais colocam os bebês em andadores acreditando que com essa atitude seus filhos irão começar a andar mais cedo. O andador restringe a exploração motora do bebê, além de limitar a visão que o bebê tem acerca dos seus próprios movimentos, com isso, os andadores podem retardar o desenvolvimento da habilidade motora de seu bebê, afetando assim na psicomotricidade do mesmo.
Com dois anos de idade, a criança começa a subir degraus, um de cada vez, colocando um pés após o outro no mesmo degrau, mais tarde ela alternará os pés. Somente depois é que ela irá passar a descer degraus. Aos 3 anos de idade, a criança já consegue correr, pular, equilibra-se brevemente em um pé só e a partir daí ela começa a saltar.
Marcos do Desenvolvimento Motor:
Habilidade50%90%
Rolar3 meses5 meses
Pegar um chocalho3 meses4 meses
Sentar sem apoio5 meses7 meses
Ficar em pé apoiando em algo7 meses9 meses
Pegar com o polegar e o indicador8 meses10 meses
Ficar em pé sozinho e com firmeza11 meses13 meses
Andar bem12 meses14 meses
Montar uma torre com 2 cubos14 meses20 meses
Subir escadas16 meses21 meses
Pular no mesmo lugar23 meses24 meses
Copiar um círculo3 anos4 anos
A relação entre o corpo e os objetos situados no espaço ao seu redor contribui para a consciência de si próprio e contribui para o seu desempenho no espaço. Com a percepção ampla do corpo, vem uma seguinte etapa, a de consciência de cada segmento corporal, qual realiza de forma interna (sentindo uma parte de seu próprio corpo) e externa (a percepção em relação ao corpo alheio como se fosse um “espelho).
Ajuriaguerra (1972) defende a ideia de que a por meio do corpo a criança elabora todas as suas experiências vitais e contribui para a organização de sua personalidade. A construção da imagem corporal está associada as estruturas mentais, devido a maturação cognitiva os movimentos se tornam mais elaborados, coordenados e complexos.
Devido a imagem corporal, a criança começa a delinear as primeiras noções espaciais, devido a distância percebida entre ela e o objeto, e a partir de seu próprio corpo a criança esboça as primeiras noções de profundidade, quando ela flexiona o tronco de seu corpo.
A evolução da imagem corporal e a aprendizagem dependem de um equilíbrio entre a quantidade e a qualidade das relações integradas: objeto, corpo e meio social. A imagem corporal contribui também para a organização das emoções, que naturalmente depende da relação e interação com o outro, aliás, também fatores como tempo e momento.
Na criança sua imagem corporal depende, compreende e completa-se na imagem do corpo do outro e os outros que a rodeiam a envolvem, até porque o outro para criança é o centro de suas atenções e motivações, com isso a criança canaliza toda a sua afetividade nessa interação com o outro.
guiadobebe

Grupo espanca agricultores por não achar dinheiro em assalto em Esperança

sireneHomens armados assaltaram e espancaram agricultores no sítio Lagoa Verde, zona rural de Esperança, no Agreste paraibano. O crime foi registrado pela Centro de Operações Policiais (Ciop), por volta das 20h de quarta-feira (22).
Segundo a Polícia Militar, os suspeitos chegaram atirando na porta de uma residência e renderam os moradores. Como não acharam dinheiro no local, bateram nas vítimas e amarram o dono da casa e a mulher. Os criminosos roubaram ainda três aparelhos celulares.
Em seguida, levaram os moradores amarrados a outra residência. Lá praticaram a mesma ação e como o morador da casa também não tinha dinheiro, espancaram o homem e fugiram logo depois. A polícia foi acionada, mas até as 9h20 desta quarta-feira (23), nenhum suspeito havia sido encontrado.
O segundo morador que foi espancando pelos criminosos teve lesões mais graves e precisou ser levado ao hospital municipal de Esperança.
G1 PB

Rosas não!Homem se declara para amada com ramalhete de dinheiro

A dificuldade em encontrar o mimo ideal para uma pessoa querida pode tornar a tarefa de presentear, muitas vezes, bem difícil. No entanto, um rapaz de Changchun, na China, provou que dá para inovar ao pensar em um presente para a namorada.
Tudo porque ele a presenteou com um buquê, cujas flores eram feitas a partir de notas de dinheiro. No total, o ramalhete tinha 10 mil yuan – o equivalente a R$ 3790,86. A ideia era que o casal iniciasse o ano chinês do galo “direito”.
De acordo com a QQ.com, o homem entrou no dia 13 de fevereiro em uma loja de flores em Changchun, província de Jilin, com um saco cheio de dinheiro. Ele, então, pediu ao dono que fizesse um buquê de rosas usando as notas. Muitas pessoas no site de mídia social Weibo criticaram o homem pelo presente extravagante.
Um usuário comentou: “Eu não aceitaria se fosse sua namorada. É apenas uma maneira de humilhar a mulher e não é nada romântico.” E outro usuário questionou: “Depois dessa, o que ela vai receber no próximo ano e no seguinte?”
UOL

Alagoinha realizará jogo de futebol feminino no dia 08 de Março dia Internacional da Mulher

Com o apoio total do prefeito Jeová José a vice prefeita Maria de Zé Roberto e o secretário de educação Joel Cavalcante, a Seleção Feminina de Futsal inicia os treinos visando um amistoso contra a Seleção Feminina de Mari, no dia 08 de Março no dia Internacional da Mulher, na quadra Ricardo Beltrão.

Para o prefeito Jeová José é muito importante realizar um dia especial para as mulheres alagoinhenses e sempre estará apoiando não só nesse evento como em todos os outros seja dia dos pais, mães, crianças em fim vou apoiar para sempre ver o sorriso no rosto da população na minha terra.

A Coordenação de esporte da cidade de Alagoinha PB.

Por Assessoria

É hoje prévia do Carnaval 2017 de Alagoinha com o Bloco Flagoinha

Resultado de imagem para FLAGOINHA BLOG DO WIDEMAR
Concentração ás 19:00h no pátio do Mercado

Nova identidade é aprovada e usará tecnologia com chip

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira um projeto de lei que cria o Documento de Identificação Nacional (DIN), que reúne todos os dados dos brasileiros em um só documento de tecnologia de chip. Agora, projeto será enviado ao Senado e, se aprovado, deverá passar pela sanção do presidente Michel Temer.
De acordo com a agência Câmara, o DIN dispensará a apresentação dos documentos que lhe deram origem ou nele mencionados e será emitido pela Justiça Eleitoral, ou por delegação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a outros órgãos, podendo substituir o título de eleitor.
O documento será impresso pela Casa da Moeda e o CPF será usado como base para a identificação do cidadão.

Benefícios sociais

Para facilitar o controle no recebimento de benefícios sociais, o poder público deverá oferecer mecanismos que possibilitem o cruzamento de informações de bases de dados oficiais a partir do número de CPF do solicitante, para comprovar o cumprimento dos requisitos para a concessão desses benefícios.

Identificação nacional

O documento será emitido com base na Identificação Civil Nacional (ICN), criada pelo projeto com o objetivo de juntar informações de identificação do cidadão. A ICN usará a base de dados biométricos da Justiça Eleitoral, a base de dados do Sistema Nacional de Informações de Registro Civil (Sirc) e da Central Nacional de Informações do Registro Civil (CRC – Nacional).
Também serão usadas outras informações contidas em bases de dados da Justiça Eleitoral, dos institutos de identificação dos estados e do Distrito Federal, do Instituto Nacional de Identificação, ou disponibilizadas por outros órgãos, conforme definido pelo Comitê Gestor da ICN.
O TSE garantirá à União, aos Estados, ao Distrito Federal, aos municípios e ao poder legislativo o acesso à base de dados da ICN, de forma gratuita, exceto quanto às informações eleitorais. De acordo com a Câmara, será proibida a comercialização, total ou parcial, da base de dados da ICN, com pena de detenção de 2 a 4 anos e multa para quem descumprir essa proibição. 
Com informações do Veja.

Consumidor vai pagar conta de luz mais cara

Nove concessionárias de transmissão de energia que renovaram suas concessões antecipadamente em 2012 vão receber indenizações de R$ 62,2 bilhões nos próximos oito anos. Operação será repassada para as tarifas de energia dos consumidores. A estimativa da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) é que o efeito deste pagamento nas contas de luz seja de 7,17%, que será aplicado nos próximos reajustes.
Mas, segundo a Aneel, isso não significa que haverá um reajuste desta ordem na tarifa final, já que outros fatores afetam a tarifa de energia elétrica. O impacto refere-se a penas ao item “transmissão de energia elétrica”, que é um dos acordos que compõe a tarifa.
O valor da indenização foi definido ontem (21) pela Aneel, com a aprovação da metodologia para cálculo da remuneração dos ativos não depreciados das transmissoras de energia elétrica. A remuneração é uma gratificação paga pelos investimentos feitos pelas empresas que renovaram suas concessões antecipadamente em 2012. A lista inclui as concessionárias CEEE, Celg, Cemig, Chesf, Copel, Cteep, Eletronorte, Eletrosul e Furnas.
Em 2012, o governo publicou a Medida Provisória 579, para antecipar a renovação das concessões de energia, mas as empresas deveriam baixar em 20% o custo da tarifa para os consumidores, e receberiam indenizações por investimentos que ainda não tinham sido amortizados. 
Com informações da Agência Brasil.

Cidade do Sertão já acumulou mais de 370mm de chuvas nos primeiros dois meses de 2017

Cidade do Sertão já acumulou mais de 370mm de chuvas nos primeiros dois meses de 2017 As chuvas registradas nos primeiros dois meses de 2017 na cidade de Sousa, Sertão da Paraíba, já superam os índices pluviométricos do mesmo período no ano passado. O panorama positivo para as chuvas tem motivado agricultores a prepararem os roçados confiantes numa quadra invernosa mais regular, principalmente com a chegada das águas de março, historicamente o mês com maior pluviosidade na região.

Segundo dados oficiais do Escritório da Emater em Sousa, o acumulado de chuvas em 2017 já chega a 379.3mm. No mês de janeiro deste ano, o total de chuvas foi de 256.3 mm e em fevereiro os índices chegam a 123mm. No mesmo período do ano passado, o total de chuvas em Sousa chegou a 282.3mm, com apenas 222mm em janeiro e 60.3mm em fevereiro, gerando irregularidades na quadra invernosa e impedindo o desenvolvimento da plantação que necessita de uma boa sequência de chuvas. Em 2017, os índices foram bons em janeiro e permanece uma boa regularidade de chuvas em fevereiro, o que alimenta as esperanças dos agricultores que pretendem assegurar o plantio feito durante as esperadas chuvas de março.
Apesar dos bons índices pluviométricos registrados em Sousa, persisite a preocupação com a recuperação hídrica dos açudes responsáveis pelo abastecimento de água de várias cidades. O volume atual de mananciais como o de Boqueirão, Lagoa do Arroz, em Cajazeiras e Coremas e Mãe D’água, em Coremas ainda permanece praticamente nos mesmos patamares do início do ano.

O quadro hídrico do açude de São Gonçalo, que abastece Sousa, Marizópolis e Nazarezinho, permanece inalterado, mantendo uma condição regular em virtude das chuvas registradas em março do ano passado.

Redação 

Na TV Definido retorno de 'Senhora do Destino'


Resultado de imagem para senhora do destinoA Globo já bateu o martelo e definiu a data de retorno de "Senhora do Destino" à sua programação.

A novela de Aguinaldo Silva, que é um dos maiores sucessos dos últimos 20 anos, teve seu regresso marcado para o dia 13 de março.

Procurada pelo NaTelinha, a Central Globo de Comunicação confirma a informação.


A trama substituirá "Cheias de Charme" após uma trajetória bem-sucedida tanto em 2012, quando inédita, como agora em sua reexibição no "Vale a Pena Ver de Novo".

"Senhora do Destino" e "Cheias de Charme" dividirão horário durante a primeira semana. Logo após, a história de Maria do Carmo (Susana Vieira) segue como trama única da sessão.

Essa será a terceira vez que "Senhora do Destino" irá ao ar. Além da exibição original de 2004, a trama foi repetida em 2009.

Na Telinha

Ministro José Serra pede demissão

Ministro José Serra pede demissão
O ministro das Relações Exteriores, José Serra (PSDB-SP), pediu demissão do cargo na noite desta quarta-feira (22).

Na carta enviada ao presidente Michel Temer, Serra disse que decidiu deixar a pasta "em razão de problemas de saúde" - veja a reprodução da carta ao final desta reportagem.

Serra estava no cargo desde maio do ano passado, quando Temer assumiu como presidente em exercício.

O tucano é senador por São Paulo e tem mandato até 2022. Ele havia se licenciado para assumir o Itamaraty.

Ao longo do período em que ocupou o Ministério das Relações Exteriores, José Serra se envolveu em algumas polêmicas, como quando determinou o envio de uma circular a embaixadores em todo o mundo para rebater a tese da ex-presidente Dilma Rousseff de que ela foi vítima de um "golpe" no processo de impeachment.

Segundo a assessoria do Palácio do Planalto, Serra entregou pessoalmente a carta de demissão a Temer na noite desta quarta, no Planalto.

Conforme informou o colunista do G1 e da GloboNews Gerson Camarotti, desde dezembro do ano passado Serra já dava sinais a aliados de que poderia deixar o ministério.

Com a saída de Serra, o secretário-geral do Itamaraty, Marcos Galvão, deverá responder pela pasta até que um novo ministro seja nomeado.

Trechos da carta

Na carta de demissão, Serra diz que deixa o cargo "com tristeza'. Segundo o ministro, os problemas de saúde o impedem de cumprir as viagens internacionais necessárias ao cargo, além das atividades do dia a dia.

José Serra acrescenta, ainda, que os médicos estimam um período de quatro meses para o "restabelecimento adequado" da saúde.

"Para mim, foi motivo de orgulho integrar sua equipe. No Congresso, honrarei meu mandato de senador trabalhando pela aprovação de projetos que visem à recuperação da economia, ao desenvolvimento social e à consolidação democrática do Brasil", conclui José Serra na carta.

Problemas de saúde

Na carta de demissão, José Serra não especifica os problemas de saúde que enfrenta. Em dezembro do ano passado, o então ministro foi submetido a uma cirurgia na coluna no Hospital Sírio-Libanês.

Além disso, em janeiro de 2014, Serra foi submetido a uma cirurgia na próstata. Ele apresentava um quadro de hiperplasia prostática benigna, quando há aumento do órgão.

Antes disso, em julho de 2013, o ministro foi submetido a um cateterismo. À época, os médicos colocaram no coração dele um stent, mola metálica que expande a artéria e aumenta a capacidade de fluxo sanguíneo.

PSDB no governo Temer

Mesmo com a saída de José Serra, o PSDB continua sendo um dos principais partido que integram a base de apoio do presidente Michel Temer. Isso porque a legenda comanda os ministérios das Cidades (Bruno de Araújo-PE), da Secretaria de Governo (Antonio Imbassahy-BA) e dos Direitos Humanos (Luislinda Valois-BA).

Além disso, o líder do governo no Senado é o tucano Aloysio Nunes (SP), candidato a vice-presidente em 2014 na chapa formada com Aécio Neves (MG), que acabou derrotada.

Foto: Evaristo Sá

G1

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Aos 42 anos, catadora de lixo aprende a ler com filho de 11 anos

Resultado de imagem para Aos 42 anos, catadora de lixo aprende a ler com filho de 11 anos"Mãe, mãe, quer ler comigo? É uma historinha. E tem figuras". "Desmaiada" em uma rede após horas garimpando lixo na rua, para vender, foi assim - aos sussurros de Damião Sandriano de Andrade Regio, 11, o mais novo dos sete filhos - que Sandra Maria de Andrade, 42, começou a decifrar as letras do alfabeto e a despertar para o mundo da leitura.
Até um ano atrás, não sabia ler nem escrever. Em uma casa encravada numa rua de areia em Jardim Progresso, periferia de Natal, no Rio Grande do Norte, ela era o retrato dos 758 milhões de adultos no mundo apontados em um estudo da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), na semana passada, como incapazes de ler ou escrever uma simples frase.
Sandra não sabia fazer nem o próprio nome. "Espiava" quem visse lendo um livro e pensava "ah, se eu soubesse também. Se tivesse uma coisa que eu pudesse roubar, queria que fosse um pouquinho daquela leitura". Ela tentou estudar, mas não pôde.
Foi forçada a trabalhar desde cedo. Abandonada pela mãe aos três anos, diz que a avó, com quem passou a morar, lhe entregou a um casal que a impediu de ir à escola. Ela teve de trabalhar na lavoura, em casas de farinha (locais em que mandioca é ralada ou triturada) e fazendo faxina.
Resultado de imagem para Aos 42 anos, catadora de lixo aprende a ler com filho de 11 anos
Em um dia, quando ajudava no cultivo de bananeiras, viu crianças passando na porta com cadernos debaixo do braço. "Queria ir para onde iam, mas diziam: vá trabalhar. E eu chorava". Aos 12 anos, na tentativa de reencontrar a mãe, fugiu. Foi rejeitada. Passou a viver nas ruas e a comer o que achava no lixo.
Um homem lhe ofereceu casa e comida quando tinha 13 anos. Viveram como marido e mulher, tiveram três filhos e uma história que, para Sandra, significou "levar tanta porrada", a ponto de achar que estava morta. Em 12 de junho de 1996, na frente dos filhos, foi golpeada várias vezes com uma faca, teve parte dos cabelos arrancados com os dentes e, já se sentindo dormente depois de tanta dor, chegou a dizer a uma das crianças: "Com fé em Deus, se sua mãe escapar macho nenhum bate mais nela". No dia seguinte, fugiu levando os três filhos.
"Me perguntavam na rua se eu tinha sido atropelada e mandavam eu dar parte dele. Mas eu não tinha instrução, não tinha ninguém pra me apoiar. Meu negócio era sair dali". A ideia de Sandra era "enfrentar o mundo".
Mas o mundo, quando tinha letras estampadas, "era como uma folha em branco" que dificultava até a hora de pegar um ônibus. Em busca de ajuda, ela precisava confidenciar a quem cruzasse o seu caminho: "Eu não sei ler". E pedia: "Você pode ler pra mim?".
Mas, sofrimento maior foi, anos depois, fazer a carteira de identidade e ter de estampar no documento a impressão digital em vez da assinatura. Fruto de um segundo casamento e com aproximadamente três anos de idade, Damião, ouvindo a mãe mensurar o tamanho da vergonha, "muito grande", fez um pacto com ela naquele dia: "Eu vou aprender e, quando aprender, vou ensinar à senhora".
A mãe já catava lixo para vender à reciclagem e a outros compradores que batem à porta. A essa altura, não sabia o que era carteira assinada, estava separada do segundo marido e carregava a tristeza de ter enterrado quatro dos sete filhos - todos ainda na infância, vítimas de doenças que acha difícil explicar, e uma das filhas após um atropelamento.
Ver Damião ir e voltar da escola era um dos momentos de alegria. Cada dia que o filho chegava, contava a ela, "já morta de cansaço", tudo o que havia lido e aprendido. Ela se orgulhava: "Ele vai ser o que eu queria ser".
Damião também tinha o estímulo da professora. Ela dava aulas de reforço e o incentivava a pegar livros na escola. "Foi com esses livrinhos que tudo foi se desenganchando" para Sandra. "Eu tomava banho, deitava na rede, ele vinha e me chamava pra ler. Eu queria ver os desenhos, mas também queria aprender as letras. Ficava curiosa".
O mais próximo que ela havia chegado da escola foi em uma turma de jovens e adultos em que aprendeu o "ABC", mas que acabou abandonando por não parar de ter dúvidas e travar sempre que chegava no "e", letra que traduz como "uma agonia de vida". Ela ficava "apavorada" por não saber. "Sentia revolta".
Damião desvendou o "e" para a mãe explicando que era o mesmo que um "i", só que fechado e sem o ponto. O "h" virou uma cadeirinha" e o R o mesmo que um B, só que "aberto". Ele começou a ensinar as letras do nome dele e as letras do nome dela. Até Sandra aprender a escrever.
"Quando eu aprendi, disse: vou fazer outra identidade que é pra quando chegar nos cantos eu dizer: eu sei fazer meu nome. Pra mim, já era tudo eu saber. Chegar lá, o povo dizer assine aqui e eu dizer: agora eu já sei, não sinto mais vergonha".
Escrever o próprio nome foi uma conquista. A palavra "mãe" também. Em uma reunião da escola, "morreu de felicidade" ao assinar a primeira vez como responsável da criança. "Tinha que escrever o que eu era dele. Eu escrevi mãe, caprichado, bem grande".
Damião, devotado à mãe, quer ir além. "Eu quero ver ela aprendendo comigo. Quero que aprenda as palavras que ela sente aqui dentro. Ela gosta de falar amor, paixão. Já sabe um monte de palavras. Ela sabe as mais simples".
Mãe e filho leram, juntos, 107 livros em 2016, se considerados apenas os contabilizados na escola. A lista, porém, fica maior se incluir outros títulos que Sandra encontrou no lixo. O preferido dela, faz questão de dizer, "é
Ninguém nasce genial
". "Escrevi meu nome nele. Porque ninguém nasce gênio. Porque eu achava que não precisava mais saber, achava que era tarde pra saber".
Para Damião, outro livro foi mais impactante. Tratava da história de um anjo que vivia acorrentado e só conseguiu se libertar quando ensinou um ser humano a rezar e os dois viraram amigos.
"É tipo eu e minha mãe. Eu estou ensinando uma coisa a ela e ela me ensina outra. Eu era novinho, ela me cuidava, eu cuidava dela. Ela dava um abraço em mim eu dava dois. Foi assim que nós começamos a nos amar".
O menino também leu sobre aventuras, amizade, paixão e amor ao próximo.
Nesses momentos, diz que "vai pra outro mundo". Que fica com "uma imaginação infinita".
"Eu quero que a leitura me leve pra qualquer canto", diz. Neste ano, irá para o 6º ano na escola.
Na casa onde divide cada palavra que aprende com a mãe, a ajudou a escrever, na parede da frente, uma mensagem em letras verdes, maiúsculas: CANTINHO DA FELICIDADE ONDE HÁ DEUS NADA FALTARÁ".

Homem é preso em flagrante suspeito de vender produtos de beleza adulterados em JP

Material apreendido com o suspeito detidoMaterial apreendido com o suspeito detido
Delegado que atuou na prisão do suspeito informou que os produtos contêm substâncias químicas nocivas à saúde e alguns clientes tiveram danos graves, com perda de cabelo e outros problemas
Um homem de 58 ANOS foi preso nesta terça-feira (21) suspeito de vender produtos de beleza adulterados. A prisão ocorreu no bairro Gramame, na Zona Sul da Capital, onde o detido morava, durante uma operação conjunta da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) de João Pessoa e Delegacia Geral de Polícia Civil (Degepol). As investigações apontam que ele comercializava os produtos falsificados há pelo menos três anos em João Pessoa.
Segundo o delegado Lucas Sá, da DDF, o suspeito vinha sendo investigado há dois anos e três pessoas já haviam sido presas em São Paulo (SP). A associação criminosa, que inclui parentes do homem preso nesta terça, é suspeita de adulterar produtos de beleza de uma marca existente no mercado, inclusive os exportando para o exterior (Miami – EUA).
“Os produtos contêm substâncias químicas nocivas à saúde e alguns clientes tiveram danos graves, com perda de cabelo e outros problemas”, contou o delegado.
O suspeito foi preso em flagrante por estelionato e por adulteração de produtos (crime hediondo), podendo ser condenado a mais de 20 anos de reclusão.
Portal Correio

Medicamentos devem subir 3,4% a partir de abril, segundo associação

Reajuste deve ser anunciado oficialmente pelo governo no final de março.
© Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr Reajuste deve ser anunciado
 oficialmente pelo governo no final de março.
Os medicamentos devem subir, em média, 3,4% a partir de abril, nas contas da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma). Os cálculos ainda são preliminares porque foram feitos com as previsões para a inflação do mês de fevereiro, já que o índice ainda não foi divulgado oficialmente.
Antônio Brito, presidente da entidade explica que essa deve ser a média de três tipos de reajustes. São três classes de medicamentos avaliadas pelo governo: remédios produzidos num mercado concentrado, produtos feitos em ambiente de média concorrência e aqueles com alta competição.
O aumento de preços deve ficar entre 1,63% até 5% nessas três faixas de produto. Isso daria uma média de 3,4%.
— Temos que ressaltar que esse reajuste fica abaixo da inflação — ressalta o presidente da instituição, que complementa:
— E, como há uma política de desconto, não significa que um aumento de xis será um aumento de xis para dona Maria. O reajuste praticado pelo mercado é sempre inferior ao reajuste anunciado.
Formalmente, o reajuste deve ser anunciado pelo Ministério da Saúde no dia 31 de março, como ocorre todos os anos. Ele entra em vigor no início de abril.
Os medicamentos têm os preços controlados pelo governo, que faz um cálculo para definir cada reajuste. No ano passado, o governo autorizou um reajuste de 12,5% (exatamente a conta da Intraframa).
Foi o primeiro aumento acima da inflação desde quando a indústria passou a registrar os dados há 12 anos. No ano anterior, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 10,36%. O problema maior foi a crise enfrentada pelo setor por causa da recessão econômica.
Já em 2016, a inflação foi muito menor. O IPCA ficou em 6,29% no ano passado.
O presidente do Sindusfarma, sindicato que reúne os representantes da indústria farmacêutica, não divulga sua expectativa para o reajuste dos medicamentos. Mas o presidente da entidade, Nelson Mussolini, lembra que apesar de terem tido um reajuste de 12,5% em 2016, o primeiro aumento acima da inflação em 11 anos, os preços dos remédios ainda não foram recompostos. A inflação medida pelo IPCA, em 2015, ficou em 10,36%.
— No ano passado, tínhamos o dólar alto e houve aumentos importantes em custos como energia. Mas, mesmo com o reajuste de 12,5%, os custos não foram recompostos, já que nos últimos dez anos o aumento ficou abaixo ou foi igual à inflação – disse Mussolini.
Agência O Globo -

Justiça indeniza mãe e filha, alvos de comentários no Whatsapp

Juiz reconheceu que mãe e filha sofreram danos morais após comentários em grupo no aplicativo de mensagens: WhatsApp
© image/jpeg WhatsApp
A 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande de Sul (TJRS) decidiu manter a sentença que definiu uma indenização de 6 mil reais a ser dividida entre mãe e filha. Foi considerado que as duas sofreram danos morais em um grupo de WhatsApp.
Mãe e filha, que vivem em Santiago, no interior do Estado, alegaram que estavam em uma festa, quando foram feitas várias fotos de ambas. O réu, que é colega de faculdade da mãe, enviou várias dessas fotos para um grupo de Whatsapp chamado Cretinus Club, com cerca de 40 integrantes, todos homens.
De acordo com a Justiça, ele teria postado no grupo várias mensagens com conotação sexual e palavras de baixo calão. O réu teria dito, inclusive, que tinha um relacionamento com a mãe, mas a filha também teria interesse nele.
Uma das pessoas do grupo avisou as vítimas, que registraram ocorrência policial. Em sua defesa, o acusado disse que não tinha sido ele o responsável pelo envio das mensagens, pois estava em horário de trabalho, e que a foto da jovem foi retirada do perfil público da autora no aplicativo de mensagens.
O desembargador da 5ª Câmara , Jorge Luiz Lopes do Canto, julgou, no entanto, que com relação ao teor das conversas, ficam claras as ofensas à honra e à imagem das mulheres. E considerou ainda que uma delas era menor de idade, com apenas 14 anos à época dos fatos.

Publicado na quarta – feira, 22 de fevereiro de 2017
Diego Braga Norte
Diário do Brejo

Vereador Marcondes de Durval apresenta projeto de lei que beneficiará os idosos de Alagoinha com o "Programa Remédio em Casa"

Com muita competência, honestidade, respeito e credibilidade o vereador Marcondes de Durval tem trabalhado muito para o desenvolvimento de sua terra Alagoinha. 

O Vereador Marcondes de Durval está em seu 2º mandato, sempre atuante na Câmara Municipal de sua cidade com projetos de lei, requerimentos que realmente enchem de orgulho seus eleitores. E com esse pensamento o vereador apresentou na casa Nicomedes Martins o projeto de lei que será apreciado também pelo poder executivo de nº 002/2017 que beneficiará as pessoas enfermas alagoinhenses em especial os idosos criando o "Programa Remédio em Casa" viabilizando ajudar a todos os necessitados de Alagoinha.

Marcondes de Durval juntamente com toda sua bancada de situação e ao lado do prefeito Jeová estão realizando seus mandatos sempre ouvindo a população de sua cidade e tentando resolver alguns desmandos que foram deixados pela ex gestora do município.

O vereador Marcondes ao finalizar sua fala disse vamos trabalhar para crescer ainda mais a minha querida terra Alagoinha e no que depender de mim estarei sempre ao lado do povo.




Assessoria Jean Ganso

Detox pós carnaval auxilia foliões

O feriado prolongado de Carnaval, que costuma ser repleto de festas e eventos, pode causar arrependimento para quem exagera na alimentação e bebidas. E, para não perder a folia, é preciso ter atenção em tudo que é ingerido, pois uma má alimentação pode causar infecção intestinal, desidratação e até ressaca.
“A recomendação é optar por alimentos leves, ricos em carboidratos e fibras, que vão fornecer energia, e consumir águas, sucos de frutas e água de coco para repor líquidos e minerais”, orienta a nutricionista do Hapvida Saúde, Paula Viana.
Mesmo com as recomendações, algumas pessoas exageram e precisam tomar cuidados com o corpo depois de vários dias de folia. Taeq, marca de alimentação saudável do GPA, dá dicas de produtos e receitas para auxiliar no detox depois dos abusos cometidos nos dias de alegria, para retomada da disposição das pessoas seu dia a dia.
Durante e depois das festas é sempre importante garantir a hidratação do corpo para auxiliar na eliminação de toxinas. A marca oferece uma ampla variedade de sucos e chás, como o de hibisco e chá verde. Outra dica é aumentar o consumo de frutas, legumes e verduras orgânicos e produtos integrais como pães, massas e farelo de aveia, que também são importantes para o processo de desintoxicação do organismo.

Confira algumas dicas de receitas para o pós-feriado:
Suco verde com abacaxi, laranja e hortelã
Ingredientes
· 3 xícaras (chá) de suco de laranja orgânico Taeq
· 2 folhas de couve manteiga orgânica Taeq
· 2 fatias de abacaxi
· ½ xícara (chá) de folhas de hortelã orgânica Taeq
· 2 rodelas de gengibre
· Gelo a gosto

Modo de preparo
· No liquidificador, bata bem o suco de laranja, a couve e as folhas de hortelã.
· Sirva em seguida com gelo.

Mini pizza de berinjela com ricota
Ingredientes
· 1 unidade de berinjela orgânica Taeq, cortada em rodelas médias
· Sal a gosto
· 2 colheres (sopa) de azeite extravirgem Taeq
· 1 cebola pequena orgânica Taeq, picada
· 2 unidades de tomate italiano orgânico Taeq, sem sementes cortados em cubos
· 1 xícara (chá) de ricota esfarelada
· ¼ de xícara (chá) de queijo minas frescal ralado
· 1 colher (sopa) de requeijão light com fibras Taeq
· Pimenta do reino moída na hora
· Folhas de manjericão orgânico Taeq

Modo de preparo
· Deixe as fatias de berinjela de molho na água com sal, durante 20 minutos.
· Escorra, esprema levemente para retirar o excesso da água.
· Em uma frigideira antiaderente, aqueça o azeite e doure a berinjela dos dois lados.
· Acomode-as em uma assadeira e reserve.
· Em uma frigideira aqueça um pouco de azeite e refogue a cebola. Acrescente o tomate e misture com a ricota, o queijo e o requeijão.
· Tempere com sal e a pimenta. Desligue o fogo.
· Sobre cada rodela de berinjela, coloque uma porção de recheio e leve ao forno por 20 minutos.
· Retire do forno, coloque as folhas de manjericão e sirva em seguida.

Salada de folhas com frutas e rabanete
Ingredientes
· 1 Mix de salada orgânica Taeq
· 4 rabanetes orgânicos Taeq, cortados em rodelas finas
· 2 avocados, cortados em fatias médias
· 2 fatias de melão, cortado em cubos
· Folhas de coentro orgânico Taeq a gosto
· 30g de Castanha do Pará orgânica Taeq, picada grosseiramente
· Suco de 1 limão orgânico Taeq
· Sal e pimenta do reino a gosto
· 3 colheres (sopa) de azeite extravirgem orgânico Taeq
· 1 colher (chá) de mostarda dijon
· 1 colher (sobremesa) de mel silvestre orgânico Taeq

Modo de preparo
· Em uma saladeira, acomode as folhas, o rabanete, o avocado, o melão e as folhas de coentro.
· Em uma tigela pequena, misture o suco de limão, o sal, a pimenta, o azeite, a mostarda e o mel.
· Bata bem com um fouet até engrossar ligeiramente.
· Tempere a salada, por cima coloque a castanha do Pará e sirva em seguida
Da Redação com Assessoria

Pacientes do Caps pela primeira vez em uma sala de cinema “O amor quem coordena. O ser humano é fantástico”, disse o prefeito Jeová

Hoje, em uma ação inédita para aqueles que viveram este dia, transbordou o amor e o reconhecimento ao ser humano por trás do diagnóstico.
Um grupo de pessoas passou uma tarde diferente, iniciando com atividades recreativas e terminando por entrarem pela primeira vez em uma sala de cinema. O aconchego, a receptividade, a alegria estampada nos rostos de quem viu aquela grande tela pela primeira vez esteve presente lançando raios sobre a ignorância de muitas pessoas que não compreendem as nuances da subjetividade humana.
Todos têm direito ao lazer, a ser felizes. Uma pessoa que sofre com transtorno mental é realmente um sofredor. Não por causa do transtorno, que às vezes pode diminuir as relações afetivas humanas, restringi a inserção social ou limitar as capacidades cognitivas, mas principalmente sofre pela dificuldade em enfrentar o preconceito e a falta de compreensão daqueles que deveriam ser os primeiros a compreender que uma pessoa com transtorno mental é plenamente capaz, sim, de ser tratado como um ser humano que tem necessidades alimentares, de saúde, de educação, de carinho, de afeto, de atenção, de lazer e, sobretudo, de acolhimento.
Sendo esta a proposta do CAPS, de levar humanização para as pessoas que sofrem, lançando um novo olhar sobre si mesmo e sobre suas funções dentro dos ciclos sociais em que permanecem, nós da equipe do CAPS pretendemos levar qualidade de vida aos nossos usuários e AMIGOS, que estão conosco todos os dias e frequentam as atividades porque se sentem bem nelas. Por isso, tivemos a oportunidade, junto com o prefeito Jeová José, dentro dos limites legais da administração, e seguindo a proposta que o Governo Federal, através do Ministério da Saúde e seu programa de promoção de saúde mental, de promover aos nossos amigos usuários a oportunidade de se sentirem importantes e felizes, em programação de lazer ao iniciar a nossa semana carnavalesca.
Quem passa boa parte do tempo sofrendo merece ser tratado com respeito. E essa foi exatamente a atitude que o Prefeito Jeová junto com o seu Secretário de Saúde José Neto, bem como a coordenadora da atenção básica Shenia Bronzeado tomou acolhendo nossa proposta de promover lazer, entretenimento e cultura em uma tarde diferente para os nossos amigos usuários. Ainda é chocante e triste perceber os olhares que se dirigem a nós de quem não conhece a realidade de uma pessoa que é usuária do serviço CAPS e de quem os percebe como alguém menos humano e passível de incompreensão e preconceito.
Não foi com pouca dificuldade que conseguimos realizar um sonho, uma vontade, um desejo de levar satisfação e lazer de qualidade aos cidadãos Alagoinhenses que frequentam o nosso serviço. Agradecemos à equipe da gestão “Respeito a todos”, na pessoa do prefeito Jeová, por se comprometer com a dignidade da pessoa humana, elevando o compromisso do serviço CAPS com o bem estar e desconstrução da cultura de que a pessoa com transtornos mentais não é gente. Os olhos de alegria, os sorrisos e a de “desenvoltura” dos nossos amigos que conheceram a sala fria, aconchegante e de tela enorme pela primeira vez são o melhor pagamento. Equipe CAPS Alagoinha.
Só lembrando nossa equipe é formada por: Enfermeira, Assistente Social, Psicóloga, Técnica de Enfermagem e o Oficiei-o.
Gratidão
Texto: Dra. Lília Moura